Tai Chi Chuan
     O Tai Chi Chuan (em chinês: Taiji Quan) é uma arte marcial interna chinesa, categoria nomeada em chinês de neijia.
     Este estilo de arte marcial é reconhecido também como uma forma de meditação em movimento. Os princípios filosóficos do Tai Chi Chuan remetem ao Taoísmo e à Alquimia Chinesa. A relação de Yin e Yang, os Cinco Elementos, o Ba Gua (Oito Trigramas), o Livro das Mutações (I Ching) e o Tao Te Ching de Lao Zi são algumas das principais referências para a compreensão de seus fundamentos.
Os textos clássicos do Tai Chi Chuan escritos pelos mestres orientam a:

        * Vencer o movimento através da quietude (Yi Jing Zhi Dong)
        * Vencer a dureza através da suavidade (Yi Rou Ke Gang)
        * Vencer o rápido através do lento (Yi Man Sheng Kuai)
Yang Chengfu na postura do Tai Chi conhecida como Chicote (Tan Pien), c. 1918
     Apesar de ter suas raízes na antiga China, o Tai Chi Chuan é atualmente uma arte praticada em todo o mundo. É apreciado no ocidente especialmente por sua relação com a meditação e com a promoção da saúde, oferecendo aos que vivem no ritmo veloz das grandes cidades uma referência de tranquilidade e equilíbrio.
     Os criadores do Tai Chi Chuan basearam sua arte na observação da Natureza - não apenas na observação dos animais, mas no estudo dos princípios da interação entre os diversos elementos naturais.
     Como somos parte desta natureza, o conhecimento destes princípios e de como atuam dentro de nós, estudados pela Medicina Tradicional Chinesa, revelam o Tai Chi como uma fonte efetiva de energia que encontra-se em nosso interior, situada na região do corpo nomeada pelos chineses de Dantian Médio.
     Os ideogramas que compõe a palavra Tai Chi Chuan significam:

      







     Portanto, algumas das possíveis traduções literais de Tai Chi Chuan são: "Punho da Suprema Cumeeira", "Punho do Limite Supremo" ou simplesmente "Punho do Tai Chi". Como cada ideograma pode ter mais de um sentido, há outras formas de traduzir o termo além destas.
     No Taoísmo, onde o Tai Chi Chuan teve sua origem, a "Suprema Cumeeira", ou "Limite Absoluto" tem a conotação filosófica de "Elevação", "Sublimação", "Purificação", resultante, entre outras, do desenvolvimento de um mecanismo de defesa emocional pelo qual tendências ou sentimentos inferiores se transformam em outros que não o sejam.
     O Tai Chi também simboliza o "Cosmos" e a interação, dos princípios energéticos Yin e Yang, em constante mutação, sendo conhecida a sua representação pelo Tai Chi Tu (Diagrama do Tai Chi), mais conhecido no Ocidente como o "Símbolo do Yin-Yang".
     Existem algumas teorias em relação ao surgimento da prática do tai chi chuan, a maioria acredita que as técnicas foram desenvolvidas por Zhang Sanfeng, utilizando-se de técnicas marciais chinesas já existentes em sua época (entre 1127-1279) aliadas a concepção da supremacia da agilidade sobre a rigidez, da importância do uso do chi (energia interna), de alternação do Yin e Yang, insistindo num trabalho interior, com o exercício de respiração.
     Por volta de 1861 destacou-se a família Chen, que desenvolveu as técnicas do Tai Chi Chuan atribuindo o nome de seu clã ao estilo praticado.
   
      Enquanto arte marcial, o Tai Chi Chuan se baseia em treze conceitos fundamentais (Shi San Shi). Estas posturas/movimentos podem ser reconhecidos nas diversas formas praticadas pelos diferentes estilos. Cada escola interpreta estes conceitos com pequenas variações. São conhecidas como As Oito Portas e os Cinco Passos, em chinês são denominadas: Peng, Lu, Ji, An, Cai, Lie, Zhou, Cao, Jin, Tui, Gu, Pan e Ding.

As Oito Portas (Ba mén) se associam às oito direções representadas pelos oito trigramas do Pa Kua (py= ba guà), elementos básicos na constituição do I Ching (py= Yijing).

        * Os quatro lados (Si zheng)

       




        * Os quatro cantos (Si yu)

       




     Os cinco passos (Wu bù) podem ser relacionados aos Cinco Elementos cósmicos (py= wu xíng) que fundamentam a medicina tradicional chinesa: madeira, fogo, terra, metal e água.

       
ORIGEM DO TAI CHI CHUAN
     A família Chen formava uma milícia que lutava contra clãs de bandidos da época. Os membros da família Chen se consagraram, de pai para filho, por tradição, às técnicas de combate do tai chi chuan.
projeção e está na raiz da origem dos estilos praticados pelas outras linhagens/famílias.
    
     São cinco os estilos de Tai Chi Chuan reconhecidos como tradicionais pela comunidade internacional, cada um deles recebeu o nome da família chinesa que o ensina (ou ensinava). Todos seguem os mesmos princípios teóricos básicos, mas diferem pela abordagem dada ao treinamento.

Por ordem cronológica:

           





     Ordenados por sua popularidade, considerando o número de praticantes, teríamos: Yang, Wu, Chen, Sun e Wu/Hao.

     Atualmente encontramos referências a diversos outros estilos. Alguns deles são estilos hibridos ou derivados destes cinco estilos mais famosos. Outros alegam ter sido praticados em segredo dentro de outras famílias ou em monastérios a partir das referências milenares taoístas que deram origem a esta prática, tornando-se de conhecimento aberto ao público há menos tempo.

     Entre estes exemplos se inclui o estilo Wudang, referência ampla à prática de Tai Chi Chuan realizada ainda hoje nos templos da montanha de Wudang (não confundir com o estilo contemporâneo que tomou para si o nome de Tai Chi Chuan de Wudang).

     Há também o que poderíamos chamar de Tai Chi Chuan estilo de Pequim, composto por Formas padronizadas pelo Governo Chinês, através do Comitê Nacional de Esportes da China, desenvolvidas exclusivamente para fins terapêuticos e esportivos. Hoje em dia muito popular não apenas na China mas em todo o mundo.
VARIAÇÕES
Cai  (colher e puxar)
Liè  (colher e quebrar)
Zhou  (golpe de cotovelo)
Kào  (golpe de ombro)
     Foram encontradas diversas versões a respeito do surgimento desta arte. Uma delas, imersa em lendas, atribui o seu desenvolvimento ao mestre Zhang San Feng (1247-?), monge taoísta associado aos templos das montanhas Wudang, consideradas por diversos historiadores o berço dos estilos internos das artes marciais chinesas. Praticantes de diversos estilos de Tai Chi Chuan creditam a ele a criação desta arte.
     Documentos históricos consideram o general chinês Chen Wang Ting (1600-1680) o criador do estilo Chen de Tai Chi, que ganhou grande
AS TREZE POSTURAS FUNDAMENTAIS
Os dez princípios essenciais
Conforme Yang Chengfu:


   1. Suspender a cabeça pelo topo com leveza e sensibilidade [Xu Ling Ding Jin]
   2. Esvaziar o peito [Han Xiong] e alongar as costas [Ba Bei]
   3. Relaxar a cintura [Song Yao]
   4. Distinguir entre o cheio e o vazio [Fen Xu Xhi]
   5. Relaxar os ombros [Chen Jia] e soltar os cotovelos [Zhui Zhou]
   6. Usar a mente e não a força muscular [Yong Yi Bu Yong Li]
   7. Interligar os movimentos da parte superior e inferior do corpo [Shang Xia Xiang Sui]
   8. Unir o interior e o exterior [Nei Wai Ziang He]
   9. Mover-se com continuidade, sem rupturas [Xiang Liau Bu Duau]
  10. Buscar a quietude dentro do movimento [Dong Zhing Qiu Jing]
* Tai Chi Chuan estilo Chen
* Tai Chi Chuan estilo Yang
* Tai Chi Chuan estilo Wu/Hao
* Tai Chi Chuan estilo Wu
* Tai Chi Chuan estilo Sun
Péng  (aparar)
Lu  (desviar)
Ji  (pressionar)
Àn  (empurrar)
Jìn bù  (avançar)
Tùi bù  (recuar)
Zuo gù  (olhar à esquerda)
Yòu pàn  (olhar à direita)
Zhong dìng  (equilíbrio central)
Tai significa "o maior", "o mais alto", originalmente se referia à parte mais alta do telhado "cumeeira"
     Chi (ou Ji) significa "supremo", "absoluto"
     Chuan (ou Quan) significa Punho, aqui simbolizando "soco", "luta à mãos livres" (desarmadas), "boxe"
     O Tai Chi Chuan já foi empregado na antiguidade como uma forma avançada e eficaz de combate: a função de guarda costas foi exercida por diversos praticantes da família Chen; instrutores da família Yang deram aulas para a guarda imperial e posteriormente para o exercíto republicano chinês. Sua aplicação como arte marcial acontece através do uso de movimentos circulares e contínuos que acompanham e complementam os movimentos do adversário de um modo similar ao ilustrado pelo símbolo do Tai Chi. 

     Este símbolo mostra a interação dos opostos e como um interage, define e amplia o significado do outro. A prática do Tai Chi Chuan focada na questão marcial e a prática focada na questão da saúde podem ser vistas como estes polos extremos, para que o treinamento seja efetivo é necessária a presença destes dois aspectos.
     Ao definir o Wushu (o termo chinês para arte marcial), Jet Li, famoso artista marcial e ator, comenta que: Com o advento da tecnologia você tem armas, canhões, bombas nucleares e outras armas avançadas. Aprender wushu não serve mais ao objetivo de lutar corpo a corpo contra tigres, invasores etc.. Hoje, se você mata ou aleija alguém com um movimento impressionante de wushu aprendido com dez anos de um programa intensivo de treinamento, isso não vai te ajudar a sobreviver. A polícia vai te prender por assassinato, a sociedade vai te rejeitar, e a coisa toda teria sido feita muito mais rapidamente puxando o gatilho de uma pistola com um silenciador. Agora, a sociedade valoriza a prática e exibição do wushu de formas diferentes. Ele conclui dizendo que, na sua opinião, a melhor razão de todas para realizar estas práticas: é que ele permite que a pessoa exercite o seu corpo e melhore a sua saúde.
(nota: a origem destas citações é o Artigo DEFINIÇÃO DE WUSHU por Jet Li (disponível em inglês em www.jetli.com). O próprio símbolo do yin/yang, conhecido também como diagrama do Tai Chi, é a melhor metáfora para refletir sobre quaisquer posturas que se apresentem como polos opostos em uma discussão.
     A adequação da proporção entre estes dois aspectos dentro do trabalho realizado por um instrutor com um grupo específico depende da formação do instrutor segundo uma escola que enfatize mais um ou outro aspecto, da visão pessoal do instrutor sobre a prática e das necessidades específicas do grupo de alunos com que trabalha (um grupo de adolescentes e um grupo de terceira idade naturalmente necessitam de propostas distintas).

     Sabendo isto, é importante que o interessado em praticar Tai Chi Chuan converse com os responsáveis pela orientação de seu grupo para descobrir como são abordados os diferentes aspectos pertinentes a esta prática, como: a auto defesa; o treinamento para a saúde; o equilíbrio dos aspectos fisícos, emocionais, mentais e espirituais. verificando se estas posturas correspondem às suas espectativas em relação à prática.
Personagens lendárias
          |
Zhang Sanfeng*
aproximadamente século XII
NEI CHIA
          |
Wang Zongyue*
TAI CHI CHUAN
          |
Os cinco estilos familiares tradicionais mais conhecidos
          |
Chen Wangting
1600-1680 9ª geração Chen
ESTILO CHEN
          |
         +-------------------------------------------------------------------+
          |                                                                                     |
Chen Changxing                                                        Chen Youben
1771-1853 14ª geração Chen                                     circa 1800s 14ª geração Chen
Chen Old Frame                                                        Chen New Frame
          |                                                                                     |
Yang Luchan                                                              Chen Qingping
1799-1872                                                                      1795-1868
ESTILO YANG                                                         Chen Small Frame, Zhao Bao Frame
    |                                                                                           |
   +---------------------------------+-----------------------------+         |
    |                                           |                                     |          |
Yang Banhou                 Yang Jianhou                  Wu Yu-hsiang
1837-1892                         1839-1917                        1812-1880
Yang Small Frame                   |                             ESTILO WU/HAO
            |                        +------------------+                                     |
            |                         |                        |                                      |
Wu Chuan-yü    Yang Shaohou      Yang Chengfu                Li I-yü
1834-1902             1862-1930            1883-1936                1832-1892
            |            Yang Small Frame  Yang Big Frame                 |
Wu Chien-chuan                                             |                   Hao Wei-chen
1870-1942                                           Yang Shouchung         1849-1920
ESTILO WU                                            1910-1985                   |
108 Form                                                                                      |
        |                                                                                   Sun Lutang
Wu Kung-i                                                                           1861-1932
1900-1970                                                                         ESTILO SUN
       |                                                                                               |
Wu Ta-kuei                                                                        Sun Tsun-chou
1923-1970                                                                              1893-1963
Árvore genealógica das linhagens
     No Brasil a divulgação da prática do Tai Chi Chuan teve seu início na década de 1960 em São Paulo e no Rio de Janeiro, capitais que contam com a presença de um grande número de chineses.

     Podemos destacar entre estes mestres chineses,pioneiros e descendentes de linhagem tradicional em São Paulo: Wang Te Cheng, Wong Seung Kueng, Liu Pai Lin, Chan Kowk Wai , Chen Guo Suo, Lo Siu Chung, Li Wing Kay , Lope Chiu Ping Lok,Leonardo Liu,no Rio de Janeiro: Hu Hsin Shan, Wu Chao Hsiang e Wu Jyh Cherng.

     Diversos alunos brasileiros destes mestres têm se destacado no ensino dessa arte, sendo responsáveis pela publicação de diversos livros, revistas e artigos científicos. Entre outros podem ser citados: Roque Henrique Severino, Marco Natali, Nilson Carvalho, Maria Lúcia Lee, Mestre Bene, Silvio Kato, Venceslau Cardoso de Oliveira (Mestre Lau), Marcos Vinicios Almeida e Elizabeth Saldanha.
TAI CHI CHUAN NO BRASIL
  * a partir do ESTILO YANG de
Yang Banhou                   Yang Jianhou
1837-1892                       1839-1917
      |                                             |
     +--------------+-------------------+             * a partir de
                          |                                        Sun Lutang
                  Li JingLin                                1861-1932
                  1884-1931                                ESTILO SUN
                             |                                              |
                            +----------------+------------------+
                                                   |                        |
                                      Ku Yu Cheong              |
                                                   |                         |
                                       Yim Sheung Mo           |
                                                   |                         |
                                       Chan Kowk Wai           |
                                  (no Brasil desde 1960)      |
   +---------------------------------------------------------+
   |       * a partir de Yang Chengfu
   |               ESTILO YANG
   |                         |
   |    +--------------+------------------------+------------------------------+
   |     |                                                   |                                       |
   | Cheng Man Ting                            |                                      |
   |    |                                            Liu Pai Lin                     Hu Hsin Shan
   |    |                                            1908-2000
Li Yu Man--Liu Zhong Ping     Tai Chi Pai Lin (108 e 37 formas)
1907-1998      1910-2001
                              |          
                     Leonardo Liu
                          1975
* a partir de Wu Kung-i
          ESTILO WU
                    |
Wong Seung Kueng (Academia Wong de Tai Chi Chuan)
(Ensina em Hong-Kong 1952-1959)
(Ensina em São Paulo desde 1959)
Linhagens dos mestres que introduziram a arte no Brasil
Um site feito para amantes da milenar arte da luta
MUNDO MARCIAL