Kyokushin
     Masutatsu (Mas) Oyama, nasceu em Yong Eu-Choi aos 27 de julho de 1923 em uma aldeia perto de Gunsan na Coréia Meridional.

     Ainda bem jovem foi enviado a Manchuria, China Meridional, na fazenda de sua irmã, aí começou a praticar Kempo da China Meridional chamada de "dezoito mãos de Sr. Yi".

     Quando Oyama retornou a Coréia já com doze anos, continuou treinando Kempo, agora coreano. Em 1938, mudou-se para o Japão e entrou na academia de aviação.

     Continuou a praticar artes marciais, agora o Judô, porém notara que muitos treinavam caratê de Okinawa. Isto o interessou muito e foi treinar no dojo de Gichim Funakoshi na universidade de Takushoku onde aprendeu o que hoje é conhecido como caratê Shotokan.
     O progresso dos treinos era de tal maneira que aos dezessete anos já era 2º dan, aos vinte 4º dan.

     A derrota do Japão (2º Guerra Mundial) quase desesperou o mestre Mas Oyama, mas para nossa sorte, naquele momento, Nei Chu entrou na vida dele, outro coreano morando no Japão, era na ocasião umas das autoridades mais altas do Goju Ryu, foi ele que encorajou Mas Oyama à dedicar sua vida na arte marcial, e também sugeriu que Oyama se retirasse durante três anos ficando longe do resto do Mundo para treinar sua mente e corpo.

     Aos vinte e três anos, Mas Oyama conheceu Eiji Yoshikawa, o autor do "Musashi" (história baseada na vida e façanha do mais famoso samurai do Japão) e a história ajudou a ensinar ao Mas Oyama o código e o significado sobre o samurai Bushido. Naquele mesmo ano, Oyama foi para a montanha Minobu em Chiba, onde Musashi desenvolveu o Nito Ryu.   
     Oyama achou que ali seria i lugar apropriado para começar os seus rigorosos treinamentos que tinha planejado, junto dele levou uma cópia do livro de Yoshikawa e um aluno chamado Yashiro.

     A solidão era sentida fortemente e depois de seis meses, Yashiro fugiu secretamente, durante a noite, ficando mais duro para Oyama, que mais do que nunca quis voltar à civilização.

     Assim Nei Chu escreveu à ele, dizendo que deveria raspar uma sobrancelha para se libertar do desejo. Seguramente ele não queria que ninguém o visse daquele modo! Isto e outras palavras o convenceram a continuar e o tornar o mais poderoso carateca do Japão.
     Porém, o patrocinador veio informar que não era mais possível apoiá-lo, e depois de quatorze meses, teve que terminar com os treinos na montanha.    
Em 1947, Mas Oyama venceu o campeonato de caratê nacional e depois o WWII. Porém, ele se sentia vazio por não ter completado os três anos de solidão, assim decidiu dedicar a sua vida completamente ao caratê.   
E novamente se retirou para a montanha, agora chamada Kiyozumi também em Chiba, foi o local escolhido por ele para o treino espiritual e físico.

     Seu treinamento era fantástico, 12 horas por dia, faça sol, chuva ou neve, esbofeteando cachoeiras, quebrando pedras de rio com as próprias mãos, usando árvores como "Makiwara", incluiu também um período para o estudo dos anciões das artes marciais, zen e filosofia.

     Após dezoito meses, retornou confiante (auto controle), nunca mais seria influenciado pesadamente pela sociedade.

     Em 1950, Sosai (fundador) Mas Oyama começou a testar o seu poder lutando com touros, no total lutou com 52 touros, matou 3 e 49 tiveram os chifres arrancados com golpes de faca da mão, tudo isso era tão natural, fácil para ele.

     Em 1957, com 34 anos, foi quase morto no México, quando um touro veio por trás dele e o escornou, Oyama conseguiu de alguma maneira puxá-lo para frente e rompeu o chifre do animal. Ele se recuperou em 6 meses, mas se fosse uma pessoa qualquer, o ferimento seria normalmente fatal. Claro que hoje o grupo em defesa dos animais seria contra à estas demonstrações, apesar de todos os animais já serem destinados para a morte.
Um site feito para amantes da milenar arte da luta
MUNDO MARCIAL
     Mais uma para os viciados em jogo de plantão, o Kyokushin é o estilo usado pela família "Sakasaki": O pai Takuma e os irmãos Ryo e Yuri Sakasaki e mais Robert Garcia, que, também treinou com Takuma, estes são personagens das séries, "Art of Fighting" e "The King of Fighters"
     Mas Oyama conseguia quebrar o "pescoço" de uma garrafa, mas, Robert Garcia consegue quebrar cinco!

  ....O cara é bom hein!!!!