Jeet Kune Do
     Jeet Kune Do (Cantonês: Jitkyùndou Pinyin: Jiéquándào, lit. "O Caminho do Punho Interceptador"), também Jeet Kun Do ou JKD, é um neo-sistema de arte marcial de combate, desenvolvido pelo artista marcial e ator o mestre Bruce Lee.

     Recentemente, em 2004, a Fundação Bruce Lee decidiu usar o nome Fan Jeet Kune Do para designar o estilo. O nome faz referência à arte ensinada por Bruce Lee, como pretendia quando ainda vivo. "Jun Fan" é o nome em chinês de Lee, com a tradução literal sendo "Caminho de Bruce Lee para Interceptação dos Punhos." Veja mais em O Tao do Jeet Kune Do.   
Um site feito para amantes da milenar arte da luta
MUNDO MARCIAL
      Estilo, sem formas fixas, o Jeet Kune Do é um sistema criado por Bruce Lee, que mais que uma arte marcial, é uma sintêse de seus próprios pensamentos. Em última instância o Jeet Kune Do (Caminho do golpe que intercepta) não se resume à uma técnica, mas essencialmente à uma filosofia advinda principalmente da corrente Taoísta, com influências do Zen Budismo, e de Krishnamurti.
Emblema do Jeet Kune Do. Os caracteres chineses ao redor do símbolo Taijitu(Yin_Yang, Tai chi) indicam: "Usar nenhum meio como meio" & "Tendo nenhuma limitação como limitação" As flechas representam o movimento interminável e mudança do universo.
     Segundo sua mulher, Linda Emery Lee, Bruce sempre se considerou primeiro um artista marcial, depois um ator.

     Aficionado pesquisador marcial, Lee dedicou sua vida à análise das teorias e práticas de sistemas de luta. Percebeu a ineficiência para combates reais advindos dos floreios das técnicas clássicas, que chamava de "desespero organizado". Lee considerava que as técnicas clássicas de luta não estavam preparadas para situações reais de combate, preferindo abordagens mais diretas.
“Se sua vida está ameaçada, você não para e pensa: Deixe-me ver se minha mão está na posição correta, ao lado do meu quadril, ou se meu estilo é O ESTILO. Então, por que a dualidade?” (Bruce Lee)

     Bruce acreditava que a velocidade era elemento fundamental do combate, e que as técnicas mais simples eram mais rápidas, tanto em velocidade de reação, quanto de aplicação.
Através de experiências em combates reais, percebeu certa dificuldade de vencer através dos métodos clássicos de seu estilo de Kung-Fu, o Wing Chun, considerado um dos mais diretos. Por essa razão, quebrou a abordagem clássica e se desenvolveu em vários sistemas de artes marciais, unificando-as em um estilo único que chamou de Jeet Kune Do. A principal diferença que Lee estava adotando ao seu estilo era a prioridade para a velocidade, usando para isto golpes lineares, ao invés dos tradicionais movimentos circulares das artes clássicas.

     Entre os principais estilos pesquisados e sintetizados por Lee estão o Tai Chi Chuan, Boxe , Judo, Jiu-Jitsu, Savate, Aikido, Eskrima, Muay Thai, além do Wing chun (Ving Tsun) que estudou na China, junto com o famoso mestre Yip Man.

     A abordagem filosófica do Jeet Kune Do é o mais importante do sistema, já que ele não se limita a conjuntos de movimentos. Para Lee o Jeet Kune Do se desenvolve diferentemente em cada tipo de lutador, porque as pessoas são igualmente diferentes, e não possuem as mesmas características físicas e psicológicas. A “liberdade de expressão” era para ele fundamental dentro de uma luta, e acreditava que um sistema marcial restrito, ou um conjunto de movimentos limitava a habilidade de resposta do lutador, que deve ser completa. O lutador eficaz deveria ser capaz de responder a qualquer tipo de situação. Essa era uma de suas principais divergências quanto aos métodos clássicos, que exploram situações de adversários estáticos em seqüências pré-estabelecidas, “dissecando-as como um cadáver”. Para ele o combate era bem vivo, e muito diferente de qualquer abordagem estática.

     Entre as principais contribuições técnicas das pesquisas de Bruce Lee estão as teorias sobre a eficiência dos golpes diretos e simples, jabs com os dedos, técnicas e solo, e principalmente, as interceptações.

     Do ponto de vista teórico a importância do controle da “distância”, do “timing” e da “cadência”, quebras de ritmo e dos fatores psicológicos do combate.
Sobre o ponto de vista físico, seus métodos de treinamento, alimentação e principalmente da coordenação e acurácia para desenvolvimento de maior potência dos golpes, através do domínio da tensão relaxamento das fibras musculares no momento dos golpes, além dos processos mecânicos envolvidos em cada um.
     Bruce Lee (chinês; pinyin: Li Zhènfán) (São Francisco, 27 de novembro de 1940 — Hong Kong, 20 de julho de 1973) foi um actor Sino-americano e um dos artistas marciais mais importantes do século XX, responsável pela popularização dos filmes de Hong Kong. É o criador do Jeet Kune Do e considerado um dos maiores lutadores de Artes Marciais de todos os tempos.
Bruce Lee
     Bruce Lee nasceu num hospital chinês em São Francisco, os nomes dos seus pais eram Lee Grace e Lee Hoi Chuen. Ele recebeu desde cedo educação e treino em Kung Fu em Hong Kong. Devido à fama do seu pai como um actor de Ópera Chinesa, Lee teve a oportunidade de aparecer em diversos filmes chineses quando era criança. Iniciou o seu estudo em artes marciais aos 13 anos de idade com o Wing Chun. Porém, estudou diversos tipos de artes marciais ao longo de sua vida, vindo a fundar mais tarde a sua própia arte marcial, o Jeet Kune Do.
     Em 1958, Bruce Lee foi a Seattle para completar os seus estudos. Recebeu então diploma  do Edison Technical School e também foi formado pela Universidade de Washington em filosofia. Foi na Universidade de Washington que ele conheceu sua futura esposa, Linda Emery, com quem se casou em 1964. Lee teve uma filha, Shannon, e um filho, Brandon, morto tragicamente durante a produção de um filme.

     Embora tenha feito somente uma boa quantidade de filmes e shows de televisão, Bruce começou a tornar-se um ícone como a personificação do homem asiático que se torna a epítome do que muitos vêem como sendo a perfeição em artes marciais, agilidade  e força.

     A maioria das pessoas que têm um conhecimento superficial sobre Bruce Lee acreditam que ele era apenas uma estrela de filmes de artes marciais. Mas isso segundo relatos de pessoas que conviveram com Lee é um grande engano. Bruce Lee era antes de tudo um excelente artista marcial, que se dedicava completamente no aperfeiçoamento de seu corpo, mente e técnicas. Desde que atingiu um bom nível no kung fu, (aos 16 anos de idade) e até sua morte prematura, venceu todas as lutas no qual foi desafiado.
Bruce Lee morreu em Hong Kong no dia 20 de julho de 1973, aos 32 anos, apesar dos rumores que envolvem sua morte. Começaram a circular teorias de que ele havia sido envenenado pelas Tríades chinesas, enquanto outros acreditavam que um cabal secreto de mestres de artes marciais matou Lee por ter revelado muitos segredos e outras noticias envolvendo vingança e drogas.

     A verdade é que a autópsia comprovou que a morte de Bruce Lee foi causada por edema cerebral, um inchaço no cérebro, que ocasionou o AVC (Acidente Vascular Cerebral) devido a uma reação alérgica a um remédio (equagezic) tomado para aliviar uma dor de cabeça que estava sentindo.

     Em 25 de julho de 1973, cerimónias funerais atraíram cerca de 30.000 fãs em Hong Kong. Em 30 de julho, foi realizada uma segunda cerimônia funeral, em Seattle, Estados Unidos, onde somente os amigos e parentes estiveram presentes. Bruce Lee foi enterrado no Cemitério Lake View.
"Saber não é o bastante devemos aplicar, querer não é o bastante devemos fazer."
Treino em artes marciais

     Lee foi apresentado às artes marciais inicialmente pelo seu pai Lee Hoi Chuen, onde aprendeu os fundamentos do estilo Wu do Tai Chi Chuan.
Aprendeu Wing Chun dos 13 aos 18 anos com o famoso mestre Yip Man. No qual foi introduzido ao estilo pelo seu amigo William Cheung em 1954. Anos mais tarde, o próprio William Cheung disse que Bruce Lee evoluiu muito rápido no Wing Chun, ultrapassando em pouco tempo a habilidade de muitos alunos mais antigos.

     Como muitas das escolas de artes marciais na época, os alunos eram ensinados por outros alunos mais graduados. Mas Yip Man começou a treinar Lee privativamente após alguns alunos recusarem-se a treina-lo, pois de sua mãe não era totalmente chinesa e a maioria dos chineses naquele tempo recusavam-se a ensinar artes marciais aos ocidentais e aos mestiços.

     Lee parou de treinar Wing Chun com seu mestre quando mudou-se para os EUA. Após alguns anos, Lee voltou a China para convencer seu mestre a terminar o seu treino, mas por motivos ainda não totalmente esclarecidos, Yip Man negou-se a terminar de ensiná-lo e pediu que um outro aluno avançado terminasse o treino de Lee. Mas Lee declinou a oferta do seu mestre.

     A partir dos 25 anos, Bruce Lee intensificou os seus treinos, utilizando ao máximo e até ultrapassando o potencial de seu corpo, muitas vezes causando algumas lesões. Como por exemplo, a lesão que teve na coluna, chegando a ficar paralítico por 6 meses até conseguir voltar a treinar.
Lee também treinou boxe ocidental e ganhou um campeonato de boxe em 1958 contra o três vezes campeão Gary Elms no terceiro round por KO. Bruce aprendeu também esgrima com seu irmão que tinha sido campeão na época. Todos esses conhecimentos adquiridos em diferentes estilos de artes marciais, mas com Wing Chun sempre predominante, fizeram com que Lee pudesse criar um sistema próprio de defesa, denominado por ele de Jeet Kune Do, The Way of the Intercepting Fist.
Curiosidades

     Em 1972, Bruce Lee começou os preparativos para o filme Game of Death. Um dado curioso é que algumas cenas com Dan Inosanto e com o verdadeiro Bruce Lee foram feitas num pagode de 5 andares, localizado no Nepal.

     A idéia original de Bruce Lee para esse filme era a presença de um chefe em cada andar, até que, no último andar, Lee encontraria o chefe final. Bruce Lee filmou apenas um terço do que planejava para o filme, cenas de luta em sua maioria, mas morreu antes de concluir o filme.

     Apesar de Bruce Lee constar como parte do elenco nos créditos de The Game of Death 2, ele nunca esteve envolvido directamente na produção do filme. Existem algumas cenas com o verdadeiro Lee, mas retiradas de outros filmes, Enter the Dragon e Fist of Fury, além de cenas de seu próprio funeral incluídas como o funeral de seu personagem, Billy Lo.

     O ator Jackie Chan teve duas participações em filmes com Bruce Lee. Uma delas, no filme Fist of Fury, em que ele trabalha como dublê do chefe do Dojo japonês, sendo atirado com um pontapé pela janela. A outra foi para no filme Enter the Dragon, em que Chan aparece como um mero capanga tentando agarrar Bruce Lee, que se livra e parte-lhe o pescoço.

     Bruce Lee também atuou como ator coadjuvante na série Besouro Verde, como Kato, onde se destacou mais que o personagem principal.

Foi a idéia de Bruce Lee a série Kung Fu, em que ele deveria ser a estrela, ficando decepcionado ao ser substituído por David Carradine.

     Muitos acreditam que o inchaço que o matou foi devido a uma alergia a haxixe, e não 'um remédio contra dor de cabeça', versão confirmada por um médico da família no documentário do DVD especial 'Operação Dragão'.

Segundo sua esposa, Linda Lee, Bruce sempre considerou-se, em primeiro lugar, um artista marcial e depois um ator.

     Pesquisador sobre artes marciais, Lee dedicou sua vida à análise das teorias e práticas de sistemas de luta. Percebeu a ineficiência para combates reais dos floreios advindos das técnicas clássicas, que chamava de "desespero organizado". Segundo Lee, as técnicas clássicas de luta não estavam preparadas para situações reais de combate, preferindo abordagens mais diretas.
Soco de uma polegada

     O soco de uma polegada é uma técnica das artes marciais chinesas, que foi popularizado pelo Jeet Kune Do, criado por Bruce Lee.
Acredita-se que esta técnica venha do estilo de Kung Fu, Wing Chun, entretanto, está atualmente difundida em muitos outros estilos de artes marciais chinesas do sul.

     Em regra geral, as artes marciais chinesas do sul confiam na maior parte em suas técnicas com as mãos em ataques bem próximos (ao contrário dos estilos do norte que focalizam mais em técnicas de média e longa distância).
Os lutadores dos estilos do sul lutavam frequentemente o cara a cara com seus oponentes, por isso, tiveram que criar uma maneira simples e prática de distribuir golpes curtos e rápidos. O soco de uma polegada é uma habilidade que usa o fa jing (traduzido como "o poder explosivo") para gerar quantidades tremendas de força de impacto em distâncias extremamente próximas.

     Ao executar o soco de uma polegada, o executante deverá estar com seu punho muito perto do alvo (a distância depende da habilidade do executante, geralmente de 0-6 polegadas). " Então em um estouro explosivo de energia, os pés enraizam, o quadril encaixa, os ombros expandem e o braço  estende até o alvo. É crucial que o movimento inteiro do corpo seja uníssono, ou o poder de explosão  será limitado.

     O alvo varia em determinadas demonstrações. Às vezes, um voluntário segura uma lista telefônica na altura do peito, outras vezes, placas de madeira podem ser quebradas.

     O soco de uma polegada foi trazido ao conhecimento popular no ocidente por Bruce Lee , quando demonstrou a técnica durante Torneio Internacional de Karatê de Long Beach.