Artdo
Um site feito para amantes da milenar arte da luta
MUNDO MARCIAL
Mestre Victor Duarte

     "O Mestre só é Mestre porque, esquecendo-se de si mesmo , transmite o seu saber aos alunos, e através deles, àqueles que venham mais tarde. O discípulo só é discípulo porque se entrega totalmente ao seu Mestre."

     Para ser um bom Mestre , deve possuir três qualidades, (coração, técnica e corpo.) deve ter-se coração, ser uma boa pessoa, é o que melhor distingue um bom Mestre de outro não tão
     ArtDo significa o Caminho, ou a Via das Artes.

     É uma Arte Marcial moderna, com base nas sólidas fundações marciais ancestrais. É um estilo de muitas faces.


     Composto de técnicas suaves e duras, utilizam-se movimentos circulares, pontapés, socos, técnicas para desequilibrar o adversário, projecções e o redireccionar a energia do oponente em nosso favor.
     As chaves, torções e imobilizações, bem como o manejo de armas tradicionais como o Bokendo, Jo, Bo, bengalas, Sais, matracas ( Yom-Bom ), Tonfas. Kalis, Kamas, Tanto, Mini Stik , revolver, Algemas etc.

Como surge o ArtDo

     Todas as Artes Marciais, quando devidamente treinadas são boas, mas no entanto nenhuma é totalmente completa. O ideal seria juntar o que de melhor existe em cada uma delas e formar um estilo o mais perfeito possível, pois um estilo perfeito não existe, haverá sempre falhas em todos os sistemas.

     Foi esta junção de estilos, de técnicas de várias Artes Marciais, que Victor Duarte fez. Mestre de vários estilos marciais, e instrutor em outras tantas técnicas de combate, criou um sistema quase perfeito, reconhecido internacionalmente, o ArtDo - as Artes da Arte.

bom, se o Mestre for mal formado , geralmente o aluno é mal formado, um Mestre de Direito , por exemplo necessita ter a Técnica do direito para poder transformar-se num bom Mestre, sem técnica sem nada para ensinar… como ser Mestre. O corpo deve cuidar-se de modo a obter um nível físico que lhe possibilite a execução da técnica .

     O ArtDo não tendo a vertente desportiva e mantendo a Via Marcial como na sua origem , englobando todo o tipo de armas vai ao encontro do que idealizamos no nosso subconsciente todo o fascínio do Oriente.